O ar comprimido é uma das formas de energia mais limpas, seguras e fáceis de manusear. Por norma também acaba por ser bastante negligenciada. 

Estudos apontam, que numa unidade fabril, cerca de 10% do consumo elétrico é relativo à produção de ar. Podendo mesmo chegar aos 30%, em processos muito dependentes desta forma de energia.

Os mesmos estudos indicam, que os sistemas de ar comprimido são, frequentemente descurados, desconhecendo-se o seu enorme potencial de poupança energética.

A MPD realiza assim, relatórios de deteção de fugas, onde são apresentados todos os pontos debilitados dos sistemas de ar comprimido. É também, estimado o custo de energia desperdiçada num ano.

Os relatórios, são realizados por forma a sensibilizar o cliente para a contribuição potencial de medidas de melhoria energética e, assim, difundir as boas práticas nesta indústria.